ELOPEMENT WEDDING

Artigo de Ana Apolinário, publicado em Zankyou Magazine de 25 de Julho de 2018.

Antes, voltemos novamente ao conceito. O que é, ao certo, um Elopement Wedding? Decerto já viu um filme em que dois personagens ficam perdidamente apaixonados (ou bem doidos) e correm para Las Vegas completamente inebriados (ou embriagados!) e quando caem em si, no dia seguinte, percebem que estão irremediavelmente… CASADOS?! Pois bem, esta pode ser uma definição deElopement Wedding, mas o casamento a dois também pode ser tranquilamente colocado em prática por casais em perfeita consciência, que o fazem apenas por uma questão de tempo, dinheiro, gosto pessoal, modo de vida incompatível com festas tradicionais ou até mesmo por falta de paciência para organizar uma grande festa. Ou, como já o referimos, por aqueles que apenas querem viver o momento com maior intensidade e intimidade.

Celebrante especializado neste tipo de casamento

Praia Mar e Sol

Sim, há celebrantes especializados em Elopement Weddings, portanto, como pode ver, nele terá todo o apoio e certeza de que o seu casamento (celebrado a dois… Ou três, já que o celebrante também estará presente) terá tudo para ser  maravilhoso, tanto ou mais do que os ditos tradicionais. O Celebrante Mariano Salvatore Sarno é um grande adepto deste tipo de casamento e tem vindo a especializar-se cada vez mais para que os noivos terminem a cerimónia completamente satisfeitos com a sua decisão… E até superando-lhes a expectativa. Tal como o próprio admite este tipo de boda requer uma celebração muito própria e especial, quase sempre acompanhada por especiais ritos simbólicos. “Como celebrante, a minha tarefa é dar ao casal o máximo das emoções, para que possa viver um momento absolutamente inesquecível e para que possa ter aquela sensação do prazer de serem só os dois, mas não aquela da solidão e da falta de familiares e amigos.”

Mariano Salvatore Sarno, tem vindo cada vez mais a celebrar elopement wedding, cada um com caraterísticas bem marcadas. É o caso do casamento a surpresa(normalmente é o noivo que organiza a cerimónia para fazer uma surpresa à noiva); casais que casam sem o apoio ou a aprovação das famílias; casais estrangeiros(sobretudo brasileiros) que querem simplesmente um casamento muito romântico numa praia ou num hotel muito especial. “Todos estes casais optam pela cerimónia simbólica, à procura de um casamento personalizado super íntimo e romântico”,esclarece Mariano.

About Mariano Salvatore Sarno

Vivo em Portugal desde 1993. É uma terra que amo, que me deu muito, e que continua a dar-me muito. Ano após ano, exploro as incríveis belezas deste País, nas minhas muitas viagens pelos recantos mais remotos, organizando casamentos e cerimónias, e ajudando os noivos a realizarem os seus sonhos.
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.